Clínica de Acupuntura Dr. Wellington Santana

Sede: Rua Conselheiro Moreira de Barros, 2847 – Lauzane Paulista – São Paulo Capital (Próximo do Shopping Santana Parque).  Zona Norte de São Paulo

 

Translate this Page
SATISFAÇÃO
SATISFEITO COM NOSSOS SERVIÇOS?
TOTALMENTE SATISFEITO
NÃO ESTOU SATISFEITO
QUERO CONHECER
Ver Resultados

Rating: 2.9/5 (1321 votos)

ONLINE
4






 

 

ADQUIRA JÁ SEU LIVRO 

e

Descubra os segredos desta técnica milenar

Para leigos e profissionais.

Melhor preço só encontra aqui!!!

 

 

Pare de sofrer ! Esta sem emprego, descubra esta profissão que esta crescendo mais de 450% ao ano, tenha uma renda de mais de R$1000,00 por mês!

click na imagem abaixo para saber mais e fazer sua matricula!

Resultado de imagem para curso de auriculoterapia chinesa

 

 

 

 

 

 Parcelamento de todos tratamentos

Aceitamos todos os Cartões

Crédito e Débito

Parcelamos seu tratamento 

em 3(três) vezes sem acréscimo

Para qualquer tratamento

 

 

 

 


Acupuntura Substituindo Analgésicos

 Resultado de imagem para AGULHAS SUBSTITUEM ANALGESICOS

Agulhas substituem analgésicos

 

Em Campinas (SP) terapeutas usam um tipo de acupuntura que já economiza 70 mil comprimidos por mês.

 

Dor: palavra pequena, sinônimo de um grande sofrimento. 

"É uma dor terrível", descreve a diarista Eliana Pereira. 

"A impressão é de que minha cabeça está inchada. É uma dor inexplicável", conta a auxiliar administrativa Terezinha D'Oliva. 

Esse sentimento torna seres humanos prisioneiros. "Eu deixei de trabalhar várias vezes. Tive vários afastamentos", lembra Terezinha. 

No caso de Eliana, problemas na coluna trouxeram limitação. "Não posso trabalhar direito porque não posso carregar peso, não posso arrastar um móvel do lugar, não posso ficar agachando. Então, fico uma pessoa inútil. Minha filha de 9 anos estava dando banho em mim", lembra ela, que em uma das crises chegou ao posto de saúde do bairro com dificuldade e conheceu um tratamento alternativo. 

Parece estranho: alívio da dor com espetadas na cabeça. Mas esse é o método de acupuntura, que descobriu como o crânio tem regiões importantes para o equilíbrio da energia. 

De acordo com a teoria, na parte frontal da cabeça estão os pontos ying e na parte de trás os opostos, yang. Para encontrar as áreas correspondentes à cada região do corpo é só imaginar a posição de um feto. Os órgãos desse ser imaginário são chamados áreas reflexas, ou seja, refletem o estímulo das agulhas diretamente na região onde está a dor. 

É como um atendimento de emergência: a técnica traz alívio imediato com a liberação de substâncias no organismo. 

"É indicada principalmente para retirada de dores agudas, crônicas e sequelas de acidente vascular cerebral. É excelente nesse aspecto", diz acupunturista. 

Para Eliana, as agulhas do método japonês fizeram mágica. "Cheguei dura, travada. Agora eu posso levantar, baixar, dançar, correr. Estou pronta para a vida. Me sinto mocinha", assegura. 

Após dez sessões de acupuntura, Terezinha também descobriu a fonte da juventude. "Fazia dez anos que eu não vivia – eu vegetava. Para mim, foi um verdadeiro milagre", diz. 

Um equívoco na hora de aplicar injeção deu origem ao método revolucionário japonês. O médico responsável pela descoberta colocou água em vez de analgésico na seringa. Curiosamente, o tratamento para dor de cabeça não só surtiu efeito como resolveu outro problema na perna. Por acaso, surgiu o primeiro ponto da acupuntura. Trinta e cinco anos depois, a técnica faz sucesso na Ásia, Europa e no interior de São Paulo. Em Campinas, os postos de saúde oferecem de graça essa terapia. E os resultados aparecem em um setor muito procurado pelos pacientes: a farmácia. São 70 mil comprimidos a menos distribuídos por mês. 

"A prescrição vem diminuindo. Os médicos prescrevem menos analgésicos e antiinflamatórios para pacientes que já estão fazendo uma terapia alternativa", diz a auxiliar de enfermagem Bruna. 

Queda de 12,5% na entrega de remédios na farmácia popular. Economia para o bolso do contribuinte. 

"Com uma agulha que custa um preço muito ínfimo, eu consigo tratar uma dor que seria tratada com antiinflamatório, no mínimo, de oito em oito horas, de sete a dez dias", compara doutor Wellington. 

 

ANALGÉSICOS X ACUPUNTURA

    Acupuntura substituindo analgésicos

 

Quase 1 milhão de pessoas na Grã-Bretanha sofrem intensas dores de  cabeça “completamente evitáveis”, causadas pela ingestão de analgésicos  em excesso, informam médicos do Instituto Nacional de Excelência Clínica  e de Saúde. De acordo com as orientações da organização, muitas pessoas encontram-se  em estado de dependência, após cederem a um “ciclo vicioso” de alívio  da dor, o que acaba causando ainda mais dores de cabeça.

 

- Pessoas que ingerem medicamentos regularmente, como aspirina,  paracetamol e triptan, podem estar causando mais dor do que alívio a si  mesmos – diz documento elaborado pelo painel. “Enquanto tratamentos de  farmácia são eficientes para aliviar dores de cabeça ocasionais,  acredita-se que 1 em cada 50 pessoas sofra dores causadas pelo excesso  de medicação, e a incidência é cinco vezes maior entre as mulheres.”

 

Não há dados específicos na Grã-Bretanha sobre a incidência do  problema, mas estudos em outros países sugerem que entre 1% e 2% da  população é afetada por dores de cabeça. A Organização Mundial da Saúde  (OMS) cita estatísticas que apontam que, em alguns grupos pesquisados, a  incidência chega a 5% da população.

 

Para Martin Underwood, da Escola de Medicina de  Warwick, que liderou a pesquisa do Nice, “(a ingestão de analgésicos)  pode acabar em um ciclo vicioso no qual a dor de cabeça fica cada vez  pior, então você toma mais analgésicos, sua dor de cabeça fica pior, e  pior e pior. E é uma coisa tão fácil de prevenir”.

 

As novas orientações para os médicos na  Inglaterra e no País de Gales são: alertar os pacientes para que  suspendam imediatamente o uso dos analgésicos. Entretanto, isso pode  levar a aproximadamente um mês de agonia, até que os sintomas  eventualmente melhorem.

 

Os especialistas disseram ainda que devem ser  considerados outras opções de tratamentos profiláticos e preventivos –  em alguns casos, por exemplo, recomenda-se a acupuntura.

 Efeito

 A forma como os analgésicos atuam no cérebro não é totalmente compreendida pelos médicos.

 Acredita-se que a maior parte das pessoas  afetadas tenha começado a ter dores de cabeça comuns diárias ou  enxaquecas; o problema foi se agravando à medida que essas pessoas  passaram a recorrer à automedicação frequente.

Manjit Matharu, neurologista consultor do  Hospital Nacional de Neurologia e Neurocirurgia, disse que, em geral, a  automedicação se torna um problema sério quando os pacientes começam a  ingerir analgésicos por dez a 15 dias todo mês.

 - Isso é um grande problema para a população. O  número de pessoas com excesso de uso de remédios para dor de cabeça já é  de um a cada 50. Isso representa aproximadamente 1 milhão de pessoas  que têm dor de cabeça diariamente ou quase diariamente devido ao uso de  analgésicos – diz Matharu.

 As pessoas com um histórico familiar de dores de  cabeça tensionais ou enxaqueca também podem ter uma vulnerabilidade  genética ao excesso de medicação para dor de cabeça. Elas podem ser mais  suscetíveis aos anlagésicos, mesmo que estes não sejam específicos para  dor de cabeça.

 

 

att

Dr. Wellington Santana