FERTILIDADE FEMININA E MASCULINA

Sede: Rua Conselheiro Moreira de Barros, 2847 – Lauzane Paulista – São Paulo Capital (Próximo do Shopping Santana Parque).  Zona Norte de São Paulo

 

FERTILIDADE FEMININA E MASCULINA

 

OI!

Primeiramente quero agradecer a você por estar aqui no meu site, e quero dizer que SIM EU POSSO TE AJUDAR, você não encontrara em nenhum lugar a melhora que eu posso proporcionar a você, seria nesse momento que bem provavelmente você deve estar se perguntando "OU ELE E BOM MESMO OU É MAIS UM COMO TODOS QUE JÁ FUI". Bom meus resultados se destacam e sei como diagnosticar doenças a partir da CAUSA que faz aumentar incrivelmente a MELHORA DE TODA PESSOA QUE ME PROCURA, E SIM EU POSSO TE AJUDAR COMO JÁ AJUDEI MUITAS OUTRAS QUE CONFIARAM NO QUE ESTOU TE DIZENDO AGORA. 

É SÓ VER OS COMENTÁRIOS DELES, ESTA NO FINAL DESTA PAGINA.

FIQUE A VONTADE PARA ENTENDER O QUE VOCÊ TEM COM A LEITURA QUE ESTA ABAIXO.

Terapeutas trabalham técnica tradicional chinesa de maneira isolada ou como auxiliar ao tratamento de reprodução assistida.

fonte R7.com

  

Mais do que uma herança da tradição chinesa, a acupuntura tem conseguido avanços que a medicina ocidental não consegue sozinha. É o caso do tratamento para fertilidade.  

O método, que é utilizado de forma isolada ou juntamente com técnicas de reprodução assistida, pode ser um grande aliado para quem sofre de infertilidade. Além de ser menos invasiva e ter menos efeitos colaterais, a acupuntura aumenta as chances de pacientes que tentam engravidar de 23% a 26% para cerca de 70%.   

 

Segundo o  acupunturista (especializado em acupuntura)  que esteve no II Congresso Internacional de Acupuntura e XVII Congresso Brasileiro de Acupuntura, em São Paulo, a busca para ajudar quem tem dificuldade para ter filhos tem aumentado, uma vez que as próprias clínicas de fertilização in vitro indicam a técnica milenar chinesa:  

— Nesses casos, usamos a acupuntura de duas formas: uma é para estimular a ovulação quando existem alterações atribuídas a desordens emocionais. Isso acontece quando os médicos não encontram causas biológicas que impedem a gravidez e chegam à conclusão de que pode haver ansiedade ou desordem hormonal. Assim, a técnica ajuda na reestruturação do eixo neuro-hormonal. O outro caso é quando a acupuntura auxilia técnicas de reprodução assistida, seguindo um protocolo de sessões mais específico.  

Presidente do CMBA (Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura), o acupunturista , explica que o mecanismo de ação da acupuntura na mulher que deseja engravidar funciona na regulação de neurotransmissores, a fim de preparar o organismo para a gravidez e diminuir o nível de estresse da mulher.  

— Primeiro, estimula-se a secreção das gonadotrofinas (hormônios mensageiros que regulam o funcionamento dos ovários), que influencia o ciclo menstrual. Depois, trabalha-se para um aumento do fluxo sanguíneo para o útero, assim como para a inibição das contrações uterinas. Por último, foca-se na produção endógena de opióides (como a endorfina), que diminuem a resposta fisiológica ao estresse.  

 

Assim, afirma o especialista, há melhora considerável na chamada receptividade no útero, diminuindo as chances de rejeição do embrião.   

Em palestra no congresso, o médico taiwanês Dr. Yu Sheng Tze, membro da Sociedade Argentina de Acupuntura, ressaltou ainda que a acupuntura ajuda mulheres que tentam engravidar ao estimular o fluxo sanguíneo para engrossar o endométrio (membrana que reveste a parede interna do útero), com o objetivo de tonificá-lo para a implantação do embrião. Segundo ele, a técnica chinesa é recomendada para mulheres que sofrem de: endometriose, dor uterina, irregularidade menstrual, obstrução das trompas, fluxo menstrual intenso ou mesmo aquelas que se queixam de diminuição da libido.   

Efeitos colaterais

Diferentemente de recursos da medicina ocidental, a acupuntura não causa efeitos colaterais indesejáveis, explica:  

— O estímulo da acupuntura é neurológico e não é ruim, pois usamos as vias naturais do organismo.   

O especialista conta ainda que a técnica pode ser promissora não apenas para mulheres, mas também para homens:  

— Há homens cujos espermatozoides aparecem em número reduzido no espermograma, com perda de movimento ou mesmo com algum tipo de deformidade. A urologia não tem propostas medicamentosas para isso, mas a acupuntura conseguiu resultados surpreendentes e apresentou melhoras tanto na quantidade dos espermatozoides, quanto na mobilidade e no formato.   

Acupunturista e especialista, o Dr. Wellington Santana, explica que é necessário um total de dez sessões de acupuntura para mulheres que querem ser mãe: de 2 a 3 sessões semanais antes da inserção do embrião no útero, uma sessão feita imediatamente antes e uma logo após o procedimento, outra realizada quatro dias depois e mais uma no sétimo ou oitavo dia após o “ovo” ter sido implantado. Recomenda-se ainda mais 12 sessões semanais para o período crítico da gravidez, quando as chances de abortar são maiores.   

— Comparando com as taxas internacionais de tratamento de fertilização in vitro sem acupuntura, que vão de 23% a 26%, conseguimos dobrar e chegar a 70%. Das primeiras 50 pacientes que não conseguiam engravidar de jeito nenhum, 12 até desistiram de fazer a fertilização in vitro, pois engravidaram espontaneamente logo nas primeiras sessões.   

Para os homens, o protocolo recomenda tratamento por um período de seis semanas, com duas sessões semanais que durem de 20 a 30 minutos.   

Taxa de Resultado: 85%

 

VEJA OS DEPOIMENTOS DE PACIENTES

 

 

VEJA MAIS DEPOIMENTOS CLICANDO EM DEPOIMENTOS LOGO ABAIXO

 

Dr. Wellington Santana